sábado, 3 de janeiro de 2015

A adaptabilidade dos animais é admirável

 Nossa campeã não tem ainda um mês de cirurgia: 
Já arrastou os pontos no chão e abriu, já ficou muito brava por não conseguir fazer cocô no lugar de sempre, já rosnou pra nós quando da hora de tirar o esparadrapo do curativo....
A cada dia ela melhora a firmeza das pernas, fecham mais os pontos que estavam abertos, acerta o lugar mais próximo para suas necessidades, é admirável.
Com o tamanho e o peso que tem era de se esperar que demorasse mais.
Mas ela é mesmo uma determinada.
Temos a coluna lombar em pandareco, os dois.
Manel está pior que eu, mas é um Lord Europeu e não reclama de nada. Eu como sou uma brasileira, gaúcha e 17 anos mais velha que ele passo reclamando de dor nas costas.
Voltei a trabalhar dia 31, justamente nos feriados (deu para o Carlos ficar em casa cuidando dela), tudo certo, tudo como tem que ser.
Obrigada meu Deus por ter sempre cuidado de nós.
Obrigada por um 2014 onde aprendemos muito sobre paciência, tolerância, gratidão...
Obrigada por nossos netos maravilhosos. Cada dia mais lindos, saudáveis e traquinas.
Obrigada por aquele único filho. Uma figura a parte, criado dono do seu nariz e, óbviamente não vai deixar de ser agora, mas pódia vir mais aqui, ligar mais, postar mais fotos das crianças no Facebook....sempre tem alguma coisa pra reclamar né?
Ah, obrigada por este SAMU querido, concursado, estável, de 6 horas de plantão. Tá certo que não tem fim de semana nem feriado (ops, reclamando outra vez), mas não queria nada diferente.
Se o Senhor tiver muito trabalho para 2015, pode pegar o nosso ano, mudar o número e olhar pra ele como novo.
Temos amigos ótimos, para os quais queremos também um pouco das bençãos a mais do que eles já têm direito.
Para minha irmã ranzinza, rígida e de coração grande, paciência e humildade, para aceitar que nossa mãe, do alto dos seus 90 anos já adquiriu o direito de dizer e fazer. 
Àqueles que andam nas ambulâncias, nos helicópteros, nos carros de bombeiro, coloque por favor uma legião de anjos pra cuidar. Eles merecem.
Para os parentes, de Portugal, do Brasil, do Rio Grande do Sul (Estados Unidos do Sul do Brasil), muita coisa boa.
Para Dna Nenê, seo Fernando e todos os que os cercam, muita força, muita sabedoria e compreensão porque a profissão deles é MUITO importante. Desvia um pouco dos raios que caem por lá (mas não aqui pra casa), pode ser pra um campo aberto sem vida.
Obrigada por tudo
Feliz 2015